Viva – A Vida é Uma Festa | Conheça os personagens da nova animação

Viva – A Vida é Uma Festa, nova animação do Pixar Animation Studios, se passa no México em dois mundos distintos, mas paralelos: o Mundo dos Vivos e o Mundo dos Mortos. Durante a maior parte do ano esses dois mundos existem separadamente, mas lado a lado em harmonia. E todos os anos, eles se unem de forma mágica. “O Dia dos Mortos é como se fosse uma grande reunião de família que atravessa a divisão entre os vivos e os mortos”, diz o diretor Lee Unkrich. “Mas não se trata de luto; é uma celebração.”

Enquanto a maior parte da ação no Mundo dos Vivos ocorre durante o dia, a jornada de Miguel no Mundo dos Mortos acontece durante a noite. E ambos os mundos estão habitados por uma comunidade rica e cheia de vida, cheia de personagens fascinantes, incluindo múltiplas gerações da família Rivera, uma das mais conhecidas famílias da cidade de Santa Cecília. E com a estreia da animação nos cinemas nacionais, chegou o momento de conhecermos um pouco mais sobre seu elenco.


Miguel é um garoto de doze anos que luta contra o banimento da música que já dura gerações em sua família. “Ele nutre uma forte paixão pela música”, diz Unkrich. “Miguel cultiva secretamente esse amor pela música – ele criou um esconderijo no sótão de um dos prédios em umas das esquinas mais distantes do complexo familiar onde ele guarda sua coleção de discos, pôsteres e figurinos de seu ídolo, Ernesto de la Cruz”. O supervisor de história Jason Katz acrescenta, “Miguel é um bom garoto que quer desesperadamente respeitar sua família – ele reconhece que eles são grande parte dele. Mas esse seu outro lado, o lado que adora música, não consegue evitar que ele vá atrás de seu sonho”. Não demora muito para Miguel descobrir que Ernesto de la Cruz é na verdade parte de sua família. E quando um contratempo mágico coloca Miguel no Mundo dos Mortos, ele aprende que a estrela emblemática é o único que pode ajudá-lo. Anthony Gonzalez faz a voz original de Miguel. “Anthony é simplesmente um sonho”, diz a produtora Darla K. Anderson. “Ele toca música mariachi desde os quatro anos de idade, então ele realmente compreende o amor de Miguel pela música e o seu desejo de tocar”.

A estimada bisavó de Miguel, Mamá Coco, é muito idosa e frágil, mas isso não impede Miguel de compartilhar suas aventuras diárias com ela. Segundo Unkrich, os cineastas ficaram tocados pela quantidade de lares mexicanos que visitaram em que múltiplas gerações vivem sob o mesmo teto. “Bebês estavam em casa junto com suas bisavós”, diz Unkrich. “Queríamos abraçar isso. Mesmo que sua própria memória esteja se esvaindo, Mamá Coco sempre estará rodeada por pessoas que a amam”. Ana Ofelia Murguía faz a voz original de Mamá Coco. Com uma carreira no cinema de mais de cinquenta anos, a atriz é considerada um tesouro nacional do México. “Ela incorpora a impetuosidade matriarcal”, diz Anderson. “Ela é como a Katharine Hepburn do México”. Abuelita é avó de Miguel e a pessoa que mais se certifica de que todos sigam as regras da família Rivera. Ela ama muito sua família e fará de tudo para protegê-la. Mas quando se zanga ela fica furiosa. “Abuelita é a maior representante da regra da família no que tange a música”, diz Unkrich. “Ela pode ser acolhedora e amável em um momento e rígida e severa no momento seguinte. É isso que é tão divertido em relação a ela – você nunca sabe o que virá”. O codiretor Adrian Molina vê um pouco de sua mãe na personagem. “Ela é adorável e amorosa, mas vai mantê-lo na linha”. Os cineastas chamaram Renée Victor para fazer a voz original e autoritária de Abuelita. A família Rivera também inclui Papá, o compreensivo pai de Miguel, que espera que um dia Miguel se junte a ele no negócio de sapatos da família. Jaime Camil foi indicado para fazer a voz original de Papá. A amorosa mãe de Miguel, Mamá, que gentilmente incentiva seu filho a acolher as tradições da família, recebe a voz original de Sofía Espinosa. Tio Berto, o tio trabalhador de Miguel, tem a voz original de Luis Valdez.

Dante é um cachorro da raça Xolo - abreviação de Xoloitzcuintli - cão nacional do México. Praticamente sem pelos e com alguns dentes a menos, Dante tem dificuldade de manter sua língua dentro da boca devido à falta de dentes – mas é um companheiro leal do Miguel. “Na verdade convidamos alguns cachorros da raça Xolo para visitarem o estúdio”, diz o diretor de arte de personagens Daniel Arriaga. “Foi muito divertido desenhar o Dante. Demos a ele uma pele irregular, uma orelha caída, é estrábico e sua língua está sempre pra fora”.

Hector, um charmoso vigarista no Mundo dos Mortos, pede a ajuda de Miguel para visitar o Mundo dos Vivos. “Ele quer desesperadamente atravessar a ponte de calêndulas no Dia dos Mortos para visitar sua família”, diz o codiretor Adrian Molina. “Mas há uma regra que caso ninguém no Mundo dos Vivos lembre-se ativamente de você - se ninguém colocou sua foto em uma oferenda - então não há ninguém no Mundo dos Vivos para recebê-lo e você não pode cruzar para o outro lado”. Hector promete ajudar Miguel a encontrar Ernesto de la Cruz e em troca Miguel concorda em levar a foto de Hector de volta para a oferenda de sua família. Mas sua jornada através do Mundo dos Mortos não é exatamente fácil. Molina diz: “Miguel é um garoto vivo, então, ele chama muito a atenção no Mundo dos Mortos. E Ernesto de la Cruz ainda é uma grande estrela, o que torna as coisas bastante complicadas”. Gael García Bernal faz a voz original de Hector. “Somos fãs de Gael há tempo”, diz Unkrich. “Ele já participou de filmes incríveis. E quando o vimos em Mozart in the Jungle, sabíamos que tínhamos encontrado nosso Hector. Ele é engraçado e incrivelmente encantador. Tudo em relação a ele é inebriante”.

O ídolo de Miguel, Ernesto de la Cruz, é o músico mais famoso da história do México. Reverenciado por fãs no mundo todo até a sua morte inesperada, o encantador e carismático músico é mais adorado ainda no Mundo dos Mortos. “O bordão de Ernesto de la Cruz era ‘Aproveite o seu momento’”, diz Unkrich. “E Miguel leva isso no coração”. A estrela dos palcos e das telas - reverenciado por sua voz macia e aveludada, por sua beleza, carisma inigualável e letras inesquecíveis - toca um violão emblemático com incrustação de madrepérola e tema de caveira. Ele é mais conhecido por seu sucesso “Remember Me”. Benjamin Bratt faz a voz original de Ernesto de la Cruz. “Precisávamos de alguém que pudesse ser completamente adorável e cativante com uma personalidade brilhante”, diz Molina. “Benjamin tem essa presença – especialmente quando entra no personagem e estufa o peito. Ele tem essa altivez e esse sorriso e um brilho no olhar. Apesar de estarmos apenas utilizando a sua voz, seu desempenho inspirou os animadores e o personagem”.

Mamá Imelda, tataravó de Miguel, é a matriarca da família Rivera e a fundadora do negócio de sapatos de sucesso da família. Miguel conhece Mamá Imelda no Mundo dos Mortos e descobre que ela realmente não compartilha de sua paixão pela música. “Imelda é a origem do banimento da música na família”, diz Unkrich. “Muito tempo atrás, ela foi casada com um músico, mas descobriu que ele tinha prioridades muito diferentes na vida. Ela queria construir uma família, mas ele não abria mão de seu amor pela música”. Alanna Ubach faz a voz original de Mamá Imelda. “Ela canta a emblemática canção folclórica mexicana ‘La Llorona’ no filme — uma canção que a própria mãe da Alanna costumava cantar para ela”, diz Anderson. “Acredito que os fundamentos invisíveis da mágica das gerações e conectividade tornam esse filme realmente especial”. Os ancestrais de Miguel também incluem sua falecida Tia Rosita, com a voz original de Selene Luna; seu bisavô Papá Julio, na voz original de Alfonso Arau; e seus tios gêmeos idênticos Tio Oscar e Tio Felipe, com a voz original de Herbert Siguenza.

Pepita é a guia espiritual de Imelda. Com cores vibrantes e extremamente leal, Pepita é uma presença formidável no Mundo dos Mortos. Uma fera imponente com asas como as de um pássaro, Pepita é um alebije a quem foi dada a vida. “Alebrijes são um tipo de arte folclórica tradicional de cores vivas e feitas a mão no México”, diz Katz. “São animais de sonhos – lagartos com orelhas de coelho, elefantes com asas de borboleta – feitos de forma linda com cores impressionantes, e sabíamos no momento em que os vimos que eles precisavam ter um lugar em nossa história”.

Chicharrón é um amigo rabugento de Hector que lamentavelmente está sendo esquecido — uma situação desagradável no Mundo dos Mortos. Anderson diz, “Chicharrón é um cara solitário que se cerca de todas as coisas que ama, incluindo um violão”. Chicharrón recebe a voz original de Edward James Olmos. Também figuram no Mundo dos Mortos um Agente de Recepção na Grand Central Station, na voz original do dramaturgo Octavio Solis; o Chefe da Seção do Departamento de Reuniões de Família, na voz original de Gabriel Iglesias; um Agente Penitenciário, na voz original de Cheech Marin; e o MC de um interessante show de calouros, na voz original de Blanca Araceli.


Para Unkrich, Viva – A Vida é Uma Festa “é sobre lembrar-se daqueles familiares e entes queridos que já se foram, e mantê-los próximos”. Dessa forma, os artistas projetaram os mundos para contrastar e complementar um ao outro. Os cineastas povoaram cada um deles com uma série de personagens coloridos que compartilham de um objetivo comum: serem lembrados. O décimo nono longa-metragem do Pixar Animation Studios já se encontra em cartaz nos melhores cinemas nacionais.

Clipe: Tudo Pode Acontecer

Apesar de a música ter sido banida há gerações em sua família, Miguel (voz do novato Anthony Gonzalez) sonha em se tornar um grande músico como seu ídolo, Ernesto de la Cruz (voz original de Benjamin Bratt). Desesperado para provar o seu talento, Miguel se vê na deslumbrante e pitoresca Terra dos Mortos seguindo uma misteriosa sequência de eventos. Ao longo do caminho ele conhece o trapaceiro encantador Hector (voz original de Gael García Bernal), e juntos eles partem em uma jornada extraordinária para descobrir a verdade por trás da história da família de Miguel.

Written by Lucas

Um grande aficionado por cinema, séries, livros e, claro, pelo Universo Disney. Estão entre os seus clássicos favoritos: "O Rei Leão", " A Bela e a Fera", " Planeta do Tesouro", "A Família do Futuro" e "Operação Big Hero".

4 Comments

Leave a Reply

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Loading…