in

Imagens, vídeo e mais de PARTYSAURUS REX

 

O que os brinquedos da banheira fazem após a hora do banho? Será que eles não se sentem meio entediados em ficar no fundo da banheira quase o tempo todo? Bem, esta é a premissa básica de “Partyssaurus Rex”, o terceiro curta-metragem da série “Toy Story Toons”.

Dirigido pelo animador Mark Walsh (que já trabalhou em “Procurando Nemo”, “Os Incríveis” e “Ratatouille”), o curta mostrará um Rex melancólico e desanimado que deseja mudar um pouco a sua rotina e o seu modo de ser. Mas, ao ser levado para a banheira por Bonnie, o dinossauro de plástico encontra a sua almejada nova motivação: ajudar os desanimados brinquedos aquáticos! Por ser o único brinquedo com braços de todo o grupo, Rex, após o término do banho, acaba religando a água da banheira, dando início a uma badalada rave, com direito a muita espuma, bolhas, luzes e música eletrônica.

 

O “pelo” da tampa da privada é um pouco familiar, não acha?


Em relação à seguinte trama, o diretor Mark Walsh comenta: “Se você é um brinquedo de banheira você se diverte muito intensamente. É como uma festa. E aí quando a água desce você não pode se mexer. Você está desamparado. E isso é patético, esses caras no fundo da banheira o tempo inteiro.”. Já sobre Rex, ele declara: “Você se muda para uma nova cidade e faz novos amigos, e de repente você acha que tem essa chance de se reinventar. Eu adoro que o Rex, em sua doçura, acha que pode reinventar quem ele é com essa imagem de um cara festeiro.”.

 

Trecho de “Partysaurus Rex”

 

Wallace Shaw, o dublador norte-americano do dinossauro, também diz: “Ele está cansado de ser o anjo de bondade, sensibilidade, cautela e medo. Ele quer ficar do lado do prazer, felicidade e diversão. Eu vivo esse drama diariamente na minha vida!”.

 

 

Conforme já noticiado, a trilha sonora da animação será composta pelo renomado músico BT, já indicado ao Grammy de “Melhor Álbum de Música Eletrônica/Dance” pelo disco “These Hopeful Machines”. “Partyssaurus Rex” estará disponível nos cinemas em companhia da versão 3D de “Procurando Nemo”, a qual estreia em Outubro deste ano. A Disney Brasil ainda não se pronunciou a respeito, mas, provavelmente, o curta também deverá ser lançado nas telonas nacionais, tal como seus antecessores.

 

Os trechos traduzidos das entrevistas são de autoria do parceiro Animatoons, o qual também serviu de preciosa fonte para esta matéria.

Imagens via Entertainment Weekly

Escrito por Luís Fernando

"Tupi or not tupi! That is the question..."