D23 Expo 2017 | Viva – A Vida é Uma Festa aborda a importância dos ancestrais

0

viva-d23-expo-2017-inicio-camundongo

Viva – A Vida é Uma Festa é o próximo lançamento do Pixar Animation Studios, previsto para chegar aos cinemas brasileiros em 04 de Janeiro de 2018, e foi um dos grandes destaques do painel de animações da D23 Expo 2017, realizado nessa sexta-feira, 14 de Julho. Muitas novidades foram reveladas, incluindo uma canção inédita.

O diretor Lee Unkrich, o co-diretor e roteirista Adrian Molina e a produtora Darla K. Anderson ofereceram ao público presente um clipe inédito, no qual Miguel (voz original de Anthony Gonzalez) sonha em se tornar um músico como seu ídolo, Ernesto de la Cruz (voz original de Benjamin Bratt), apesar de sua família ter banido a música há muito tempo.

viva-d23-expo-2017-001

No final, é uma história sobre a importância da família, honrar os seus ancestrais e seguir os seus sonhos,” disse Molina. John Lasseter, chefe criativo do estúdio, reforçou esse conceito dizendo que somos quem somos por conta de nossos ancestrais. Dito isso, a equipe criativa passou a esmiuçar os bastidores e a história do longa-metragem.

Embora Miguel ainda não saiba, a música foi proibida em sua família por conta de Ernesto. O músico, na verdade, é tataravô do protagonista e abandonou a esposa, Imelda, e os filhos para seguir o seu sonho de se tornar um famoso cantor. O menino começa a suspeitar dessa conexão quando encontra uma foto de seu pai segurando o famoso violão do músico.

viva-d23-expo-2017-002

Ansioso para participar de uma exposição no centro da cidade, mas incapaz de encontrar um violão, Miguel pergunta para uma estatua de Cruz qual o seu próximo passo. O menino segue o seu coração e vai até o cemitério, onde as pessoas estão celebrando o dia de finados. Ele invade o mausoléu do músico e rouba o seu instrumento, pedindo desculpas por agir assim.

Quando os cidadãos entram no local, eles não são capazes enxergar Miguel, porque o garoto se tornou um fantasma para todos na Terra dos Vivos, até para seus pais, os quais estão visitando os túmulos de alguns parentes. Miguel cai em uma sepultura vazia e é ajudado por uma mulher esqueleto – para o horror do menino.

viva-d23-expo-2017-003

Conforme anda pelo local, Miguel encontra uma ponte feita de pétalas de calêndula, cuja outra ponta é a Terra dos Mortos, para onde todos os esqueletos vão após visitarem os seus parentes vivos. Lá, ele conhece Hector (voz original de Gael Garcia Bernal), um esqueleto sabichão, o qual se torna seu guia na busca por Ernesto de la Cruz e para a solução de seu conflito familiar.

Porém, claro, há um problema. Miguel tem um tempo limitado para passar na Terra dos Mortos. Enquanto caminha por uma mágica estação de trens, na qual os trilhos dos vagões são em cima, ele descobre ter sido amaldiçoado ao roubar o violão. Se não conseguir revertê-la até o nascer do sol, Miguel irá se tornar um esqueleto e ficará para sempre por lá.

viva-d23-expo-2017-004

Grande parte da trama gira em torno do tema musical, logo, Unkrich prometeu muitas canções, tanto músicas mexicanas tradicionais quanto outras compostas exclusivamente para o filme. Michael Giacchino (Zootopia) irá compor a trilha sonora e Robert Lopez e Kristen Anderson-Lopez, de Frozen: Uma Aventura Congelante (2013), compuseram uma música chamada “Remember Me“.

Segundo o diretor, a canção é a responsável pela fama de Ernesto de la Cruz e incorpora o principal elemento da história: a importância de relembrar os nossos entes queridos em vida e além. “Nosso filme abraça uma ampla paisagem musical. E nós tivemos a sorte de ter Kristen e Bobby criando ‘Remember Me,'” disse Unkrich.

viva-d23-expo-2017-005

Molina e Germaine Franco (Festa no Céu) escreveram as demais músicas. Camilo Lara, do Instituto Mexicano de Som, completa a equipe musical, servindo como consultor. Por fim, Bratt e Gonzalez cantaram ao vivo a música, enquanto cento e sessenta dançarinos, incluindo a vencedora do Grammy® Mariachi Divas de Cindy Shea e o Ballet Folklorico de Los Angeles, invadiam o palco.

Tal coreografia foi feita sob a direção de Kareli Montoya e do também vencedor do Grammy® Gordon Goodwin, da Big Phat Band. Confetes alaranjados, imitando as pétalas de calêndula, foram disparados, encerrando a mágica e inesquecível apresentação. Viva – A Vida é Uma Festa é o décimo nono filme do estúdio e terá um elenco de vozes originais completamente latino.

Trailer em inglês de Viva – A Vida é Uma Festa

Apesar de a música ter sido banida há gerações em sua família, Miguel (voz do novato Anthony Gonzalez) sonha em se tornar um grande músico como seu ídolo, Ernesto de la Cruz (voz original de Benjamin Bratt). Desesperado para provar o seu talento, Miguel se vê na deslumbrante e pitoresca Terra dos Mortos seguindo uma misteriosa sequência de eventos. Ao longo do caminho ele conhece o trapaceiro encantador Hector (voz original de Gael García Bernal), e juntos eles partem em uma jornada extraordinária para descobrir a verdade por trás da história da família de Miguel.

viva-d23-expo-2017-final-camundongo

Compartilhe.

Sobre o Autor(a)

O atual editor-chefe de O Camundongo é um grande aficionado por cinema, séries, livros e, óbvio, pelo Universo Disney. Estão entre os seus clássicos favoritos: "O Rei Leão", " A Bela e a Fera", " Planeta do Tesouro", "A Família do Futuro" e "Operação Big Hero".