Emperor’s Nightingale: o curta que não vingou