Seis Graus de Disney | De Paige O’Hara a Emma Watson

0

seis-graus-paige-emma-inicio-camundongo

Bonjour! Bom dia! Como vão todos? Essa edição da Seis Graus de Disney foi feita especialmente para quem quer mais do que a vida no interior e para as sonhadoras criaturas com mania de leitura, pois, em razão da estreia de A Bela e a Fera (2017) e do Mês das Mulheres, iremos descobrir qual a conexão entre duas atrizes muito queridas do Universo Disney. Assim, as escolhidas para a coluna desse mês foram: Paige O’Hara e Emma Watson.

Ambas viveram a personagem Bela nos cinemas. O’Hara emprestou a sua voz para a princesa na versão original do clássico animado, enquanto Watson a interpretou na recente readaptação. Porém, como era muito fácil ligar as duas, dificultamos um pouquinho a seleção, com dois critérios: apenas mulheres poderiam participar da brincadeira e a personagem interpretada pelas atrizes não deveria ser incluída na relação. Curiosos pelo resultado? Então, vamos lá!


Paige O'Hara começou a sua carreira como atriz com apenas quatro anos, participando de aulas e peças de teatro. Aos doze anos, descobriu seu interesse pela música e começou a frequentar uma escola de artes. Seu primeiro trabalho na Broadway aconteceu em 1983, quando ela tinha vinte e sete anos. No final da década de 1980, O'Hara fez um teste para participar da produção de A Bela e a Fera (1991). Embora seja mais conhecida por ter vivido Bela, a atriz também participou de Encantada (2007), aclamado longa-metragem estrelado por...

Amy Adams, cuja carreira fora impulsionada pela sua interpretação da Princesa Giselle no musical e lhe rendeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em Longa-metragem de Comédia ou Musical. Nos anos seguintes, Adams protagonizou diversos projetos dos mais diferentes gêneros, incluindo Os Muppets (2011), responsável por trazer os fantoches de volta aos holofotes, no qual viveu Mary. Em uma das cenas, Mary e a turma de Kermit vão resgatar Animal em uma sessão de terapia, cuja líder era...

Kristen Schaal, em uma pequena e rápida participação. Schaal é uma artista de muitos talentos, sendo atriz, comediante, dubladora e escritora. Um de seus trabalhos mais populares foi como a voz de Mabel Pines, uma garota de doze anos e cheia de energia, na série de animação Gravity Falls (2012-2016) do Disney Channel. Além da irmã gêmea de Dipper, Schaal também emprestou a sua voz para outra personagem do Universo Disney, a Trixie, uma tricerátopo de brinquedo, em Toy Story 3 (2010), do qual também fazia parte do elenco...

Laurie Metcalf, a atriz por trás da Senhora Davis, a mãe de Andy e Molly nos longas-metragens. Metcalf também participou de diversos outros projetos do Universo Disney, incluindo um arco de episódios de Desperate Housewives (2004-2012), no qual viveu Carolyn Bigsby, performance pela qual foi indicada ao Emmy, A Família do Futuro (2007), como Lucille Krunklehorn, e Planeta do Tesouro (2002), como Sarah Hawkins, a mãe de Jim Hawkins, o qual parte em uma aventura ao lado da Capitã Amélia, personagem de....

Emma Thompson, atriz vencedora de dois Oscar®. Thompson possui uma vasta filmografia, com mais de oitenta produções entre cinema, televisão e teatro, e também uma longa carreira como ativista social. Um de seus mais recentes e elogiados trabalhos foi como P.L. Travers, em Walt nos Bastidores de Mary Poppins (2013), a autora dos livros da babá voadora, com quem Walt Disney precisou batalhar para conseguir os direitos de adaptação. Neste ano, Thompson deu vida a uma outra personagem icônica, a Madame Samovar, atuando com...

Emma Watson, conhecida por seu trabalho como Hermione Granger na cinessérie Harry Potter. Watson nasceu e viveu em Paris até os cinco anos de idade. Com seis anos, decidiu que queria se tornar atriz e começou a frequentar uma escola de teatro, onde tinha aulas de canto, dança e interpretação. Aos nove, já havia participado de muitas peças e, após oito testes, foi escolhida para viver a curiosa e inteligente bruxa. Fora das telas, Watson é formada em Literatura Inglesa pela Universidade Brown e é uma grande ativista dos direitos das mulheres.


Eu amo a Bela,” disse O’Hara em determinada ocasião. “Amo o fato de ela ser um tipo revolucionário de heroína. Ela é muito esperta, diferente e está procurando por aventura – e não por um marido. Ela foi uma pioneira, em muitos sentidos, para as Princesas da Disney e ela estava à frente do seu tempo, no filme e para a DisneyTalvez seja por isso que, após vinte anos, ela ainda seja tão amada.”

Bela é absolutamente uma Princesa Disney, mas ela não é uma personagem passiva, ela está no comando de seu próprio destino,” declarou Emma Watson para a Vanity Fair. Graças ao trabalho de O’Hara e Watson, Bela inspirou e continuará inspirando diversas meninas – e também meninos – a fugirem dos rótulos impostos pela sociedade e serem quem realmente são, pois não é preciso se encaixar na multidão. Até a próxima, Camundongos!

seis-graus-paige-emma-final-camundongo

Compartilhe.

Sobre o Autor(a)

O atual editor-chefe de O Camundongo é um grande aficionado por cinema, séries, livros e, óbvio, pelo Universo Disney. Estão entre os seus clássicos favoritos: "O Rei Leão", " A Bela e a Fera", " Planeta do Tesouro", "A Família do Futuro" e "Operação Big Hero".