Moana: Um Mar de Aventuras | Teorias e comentários sobre o segundo trailer da animação

1

moana-inicio-protagonista-camundongo

Rumores de um novo longa-metragem dirigido por Ron Clements e John Musker, de Aladdin (1992), circularam na internet por muito tempo, até Moana: Um Mar de Aventuras ter sido anunciado oficialmente, em 20 de Outubro de 2014 , pelo Walt Disney Animation Studios. Porém, nesse ínterim, uma grande aura de mistério pairou sobre a trama ambientada no sul do Pacífico.

E todo esse mistério em relação ao filme não é de se espantar. Nos últimos anos, a casa do Mickey Mouse tem passado por uma segunda Era da Renascença, como muitos afirmam, e ao contrário de diversos outros estúdios, tem aprendido a guardar a sete chaves os segredos e muitos detalhes da trama – revelando o necessário para despertar a curiosidade do público e levá-lo ao cinema.

Segundo trailer de Moana: Um Mar de Aventuras:

Foi assim com Zootopia (2016) e Operação Big Hero (2014), por exemplo. E com o quinquagésimo sexto clássico não tem sido diferente. Apenas algumas migalhas da trama foram divulgadas, em meio aos painéis, trailer e descrição de personagens. A nova e possivelmente última prévia em Inglês, lançada nessa quinta-feira, 15 de Setembro, traz outras pequenas pistas para analisarmos.

O vídeo abre com uma visão da Ilha de Motunui, lar de Moana (voz original de Auli‘i Cravalho), seguida por imagens dos nativos e da protagonista em diferentes idades, com outras meninas e depois com seus pais. “Por gerações, essa ilha pacífica tem sido o lar de nossa família, mas além de nossos recifes, um grande perigo se aproxima,” diz Vovó Tala (voz original de Rachel House) em sua narração.

moana-segundo-trailer-001

Temos, então, um vislumbre da misteriosa criatura de lava, tão comentada na D23 Expo 2015, e dos seus poderes. Vovó Tala continua: “as lendas contam de um herói, o qual partirá em uma viagem para encontrar o semideus Maui. E juntos, eles irão nos salvar,” enquanto cenas de Moana descobrindo os segredos de seu povo são exibidas, confirmando ser ela a tal figura das lendas.

Já fora revelado pelos diretores uma conexão direta entre Maui (voz original de Dwayne Johnson) e o fato de Chefe Tui (voz original de Temuera Morrison), pai da garota, não permitir mais as viagens pelo oceano, assim como há outra conexão entre o oceano e Moana, vista no trecho de Moana sendo guiada por um caminho iluminado no meio do mar, antes de ser engolida por uma onda.

moana-segundo-trailer-002

Na sequência, Moana acorda em uma outra ilha, habitada por Maui. Pelos inúmeros riscos nas pedras, o semideus está aprisionado naquele local há muito tempo, e isso explica a sua alegria ao encontrar o barco da protagonista – sua chance para escapar dali – e o espanto ao vê-la, pois o personagem teria vivido em solidão e isolamento durante todo esse período na ilha.

Porém, se Maui é capaz de se transformar em um pássaro, como demonstra o trailer, qual a necessidade de se usar um barco? A resposta estaria na perda de seu anzol mágico, cujos poderes incluem também erguer ilhas de dentro do mar. E recuperá-lo – provavelmente do Reino dos Monstros, apresentado no final do vídeo – é a chave para resolver todos os problemas deles.

moana-segundo-trailer-003

Desse modo, Maui é forçado a partir em uma jornada com Moana para corrigir os seus erros e libertar o povo de Motunui. A arrogância do semideus e falta de vontade de embarcar nessa aventura ficam evidentes durante o vídeo, especialmente quando ele tenta se livrar de Moana, jogando-a no oceano, o qual a devolve para a canoa em segurança e para a imensa surpresa de Maui.

Contudo, tal cena levanta alguns questionamentos. Tudo nos leva a crer na hipótese de Moana e o oceano serem amigos, devido à conexão entre os dois, e por isso ele estaria ajudando a personagem em sua arriscada viagem marítima. No entanto, Moana pode estar, de forma inconsciente, controlando o mar por meio de poderes sobrenaturais desconhecidos por ela própria.

moana-segundo-trailer-004

Somente nos últimos seis anos tivemos a apresentação de duas protagonistas com poderes mágicos, a saber: Rapunzel e seu cabelo com propriedades de cura; e Elsa e sua capacidade de produzir neve e gelo. Então, não seria nenhuma surpresa se Moana também se juntasse a essa categoria e pudesse, de alguma forma, controlar o mar a seu bel-prazer, ao invés de ele ser um elemento vivo.

As próximas cenas incluem trechos de diversos momentos do filme, incluindo pedaços do confronto com os Kakamora, um intenso grupo de piratas e guerreiros cruéis, e com a feiticeira de lava; Moana com um penteado diferente e conversando com sua mãe, Sina (voz original de Nicole Scherzinger); e personagens navegando – talvez durante as expedições de descobrimento das ilhas.

moana-segundo-trailer-005

Um outro ponto a ser observado é a presença de uma pedra verde. Quando Maui pula de um penhasco, se transforma em um pássaro e, logo em seguida, pousa em uma embarcação, ele carrega consigo uma pedra, a qual é vista na mão de Moana, no encontro da dupla com os Kakamora. O artefato pode ser o Coração de Te Fiti, comentado pelos diretores no painel do Festival de Annecy.

Moana: Um Mar de Aventuras é o primeiro projeto em computação gráfica de Clements e Musker. E verdade seja dita, o visual da animação – a exemplo dos movimentos da água e os efeitos visuais – está deslumbrante, com uma das fotografias mais bonitas do estúdio. Todos esses detalhes e as respostas para as nossas dúvidas serão revelados em 05 de Janeiro de 2017, no Brasil.

três mil anos, os melhores navegadores do mundo cruzaram o vasto Pacífico Sul e descobriram as ilhas da Oceania. Mas depois, por um milênio, as viagens pararam – e até hoje, ninguém sabe o porquê. Moana: Um Mar de Aventuras, do Walt Disney Animation Studios, traz para as telonas a história sobre uma adolescente polinésia de dezesseis anos (voz de Auli’i Cravalho na versão original) que se aventura pelo Oceano Pacífico para desvendar o mistério que envolve seus ancestrais. Durante esta grande aventura, ela encontra o “espirituoso” e poderoso semideus Maui (voz de Dwayne Johnson na versão original) e, juntos, eles embarcam em uma viagem cheia de ação, enfrentando criaturas inusitadas, algumas até ferozes, e muita diversão.

moana-final-maui-camundongo

Compartilhe.

Sobre o Autor(a)

O atual diretor de redação e editor-chefe de O Camundongo é um grande aficionado por cinema, séries, livros e, óbvio, pelo Universo Disney. Estão entre os seus clássicos favoritos: "O Rei Leão", " A Bela e a Fera", " Planeta do Tesouro" e "A Família do Futuro".



  • Pedro

    Não sei se é uma boa idéia uma terceira princesa com poderes mágicos. Fica muito repetitivo, depois de Enrolados e Frozen, e acaba denotando alguma falta de criatividade. Além disso, heróis poderosos demais tiram muito da graça da história, e se tornam complicados de desenvolver, por isso Frozen assassinou a história da Rainha da Neve de Andersen, tentando fazer de Elsa uma heroína, que ela acaba não sendo, ela é uma vilã a contragosto, como o Detona Ralph. Enrolados ao menos limitou os poderes de Rapunzel, no filme o cabelo dela não tinha vida própria, como parecia ter no primeiro trailer divulgado. No conto dos Irmãos Grimm, ela de certa forma forma era mágica, já que no final suas lágrimas devolviam a vista ao interesse amoroso dela, que havia ficado cego por causa da Mãe Gothel. Já a Elsa, a julgar pelo curta Frozen Fever, está a caminho de virar uma Lucy do Luc Besson, mas sempre perdendo o controle de seus poderes.