Moana: Um Mar de Aventuras | A conexão entre Lin-Manuel Miranda e Moana

2

moana-poster-onda-camundongo

Lin-Manuel Miranda viveu uma semana fora do comum no início de 2014. No mesmo dia no qual assinou o contrato para compor as músicas de Moana: Um Mar de Aventuras, o criador do novo fenômeno da Broadway, Hamilton, descobriu que seria pai pela primeira vez em poucos meses. “Eu tinha um novo objetivo: compor canções para meu filho cantar quando crescer,” comenta Miranda.

Um grande admirador dos musicais do Universo Disney, o artista partiu imediatamente para a Nova Zelândia acompanhado de seus outros colegas de trabalho: Mark Mancina, compositor de Irmão Urso (2003), e Opetaia Foa’i, vocalista da banda Te Vaka. Lá, o trio participou de um festival de música tradicional e, influenciados pelas canções e danças locais, criaram “We Know the Way“.

moana-musica-001

Para Miranda, trabalhar no próximo longa-metragem do Walt Disney Animation Studios exigiu as mesmas habilidades de criar o musical Hamilton, pois, em ambos os casos, trata-se de um trabalho coletivo. Ele revela ter sido um alívio estar trabalhando na animação quando o seu espetáculo se tornou um sucesso, porque priorizava continuar compondo.

Também foi de grande ajuda conciliar os dois trabalhos. Vários membros do elenco de Hamilton participaram das gravações de versões prévias das músicas. Phillipa Soo, a intérprete de sua esposa no teatro, apresentou a canção “How Far I’ll Go” para Auli’i Cravalho, a voz original de Moana; e Chris Jackson auxiliou com “You’re Welcome“, música de Maui, personagem de Dwayne Johnson.

moana-musica-002

Encontrei esses grandes cantores sem precisar sair do edifício. Foi tudo muito fácil,” explica Miranda, acrescentando ter agradecido a ajuda de seu elenco nos créditos finais do filme. E para a sua própria surpresa e gratidão, sua voz está na versão final de “We Know the Way“, após ter gravado alguns vocais da primeira versão da música.

Além de seu filho, o compositor tinha outro motivo para se envolver com o projeto: trabalhar com os cineastas Ron Clements e John Musker. Os dois, porém, ficaram um pouco assustados quando Miranda citou, na entrevista pelo cargo, alguns diálogos obscuros de A Pequena Sereia (1989), outro clássico dirigido por eles e do qual Miranda é um imenso fã.

moana-musica-003

Nós queremos manter o melhor das tradições da Disney,” afirma o artista sobre seu trabalho com Clements e Musker. “Porém, ao mesmo tempo, estamos contando essa história única de uma parte única do mundo. E vou confessar, quando me sentei ao piano para compor pela primeira vez, eu ficava pensando ‘Não pense em “Let it Go”. Não pense’. E então, eu comecei a cantar a música…”

Bastou mergulhar nos pensamentos de cada personagem para o escritor resolver esse impasse. “Minha conexão com a Moana, em particular, foi através de como ela se sente com o oceano a chamando, pois é como eu me sinto compondo e cantando músicas e fazendo filmes. E, então, eu me sentia como quando eu tinha dezesseis anos e pensava estar tão longe de realizar meus sonhos,” confessa.

moana-musica-004

Finalizar a produção do filme foi como um sonho se realizando para Miranda: “Eu vi uma versão quase finalizada do filme, um dia após apresentar o Saturday Night Live, em um sessão com trezentos dos meus amigos mais próximos (…) E minha esposa chorou de emoção. E quando eu vi isso, eu pensei ‘Nós vamos ficar bem’, pois é muito difícil fazê-la chorar. Eu fiquei muito emocionado.

Como a joia da coroa, Miranda cita a presença do nome de seu filho no início da lista de crianças nascidas durante o desenvolvimento da animação, encerrando um ciclo de sua vida. Aliás, Sebastian, batizado assim em homenagem ao caranguejo da história de Ariel, irá ao cinema pela primeira vez para assistir a Moana: Um Mar de Aventuras, o qual navega rumo ao Brasil em 05 de Janeiro de 2017.

“Lin-Manuel Miranda”:

três mil anos, os melhores navegadores do mundo cruzaram o vasto Pacífico Sul e descobriram as ilhas da Oceania. Mas depois, por um milênio, as viagens pararam – e até hoje, ninguém sabe o porquê. Moana: Um Mar de Aventuras, do Walt Disney Animation Studios, traz para as telonas a história sobre uma adolescente polinésia de dezesseis anos (voz de Auli’i Cravalho na versão original) que se aventura pelo Oceano Pacífico para desvendar o mistério que envolve seus ancestrais. Durante esta grande aventura, ela encontra o “espirituoso” e poderoso semideus Maui (voz de Dwayne Johnson na versão original) e, juntos, eles embarcam em uma viagem cheia de ação, enfrentando criaturas inusitadas, algumas até ferozes, e muita diversão.

moana-final-protagonista-conceitual-camundongo

Compartilhe.

Sobre o Autor(a)

O atual diretor de redação e editor-chefe de O Camundongo é um grande aficionado por cinema, séries, livros e, óbvio, pelo Universo Disney. Estão entre os seus clássicos favoritos: "O Rei Leão", " A Bela e a Fera", " Planeta do Tesouro" e "A Família do Futuro".



  • Luiz Felipe Matos

    Antes de tudo, preciso dizer que eu estou absolutamente apaixonado por TODA a trilha sonora de Moana. Desde as cantadas pelo elenco, passando pelos instrumentais, até as demos do próprio Lin-Manuel.
    Conheci ele no Carpool Karaoke do James Corden recentemente, e de repente recebi uma chuva de conteúdo sobre ele. Foi aí que percebi que ele estava sendo mais importante pro meio musical do que eu imaginei.
    Em alguns conteúdos do backstage do filme, dá pra ver ele supervisionando a gravação das músicas, super engajado, atenção, expressão corporal…
    Com certeza o filme será 200% melhor graças a ele!

    • Lin-Manuel é sensacional! E a trilha sonora de Moana é uma das melhores da Disney em muitos anos. Ainda bem <3