Listas 2000 | Locais que inspiraram as animações do Universo Disney

6

listas-vida-real-inicio-camundongo

Universo Disney é repleto de mundos mágicos para os quais gostaríamos de ir e passar alguns dias. Porém, até mesmo esses locais imaginários necessitam ter um pequeno toque de realidade e, para serem criados, precisa haver muita pesquisa de campo e viagens para lugares inusitados nos mais diversos países do mundo.

A equipe de animadores visita e explora desde florestas e pântanos naturais a castelos praticamente encantados, a fim de garantir a maior fidelidade possível ou, em casos de locais fictícios, de buscar inspirações para os cenários das animações. Então, que tal conhecer algumas dessas locações reais que serviram como base para os artistas da Disney!?


listas-vida-real-012

Começamos a nossa viagem por um lugar bem famoso, a Catedral de Notre Dame, lar do Quasímodo no clássico O Corcunda de Notre Dame (1997). A icônica e imponente catedral é um dos exemplos mais conhecidos da arquitetura gótica do mundo e foram necessários quase dois séculos para a sua conclusão. O prédio foi um dos primeiros da Europa a utilizar contrafortes – um pilar de alvenaria para reforçar um muro ou parede –, pois as paredes estavam dobrando devido ao peso. E as suas famosas gárgulas foram incorporadas como personagens na animação.


listas-vida-real-011

Parece até brincadeira, mas não é. Detona Ralph (2012) pode ser ambientado nos mundos dos videogames, porém, também sofreu influência da vida real. A Estação Central de Jogos, utilizada pelos personagens para se locomover entre os muitos jogos, foi inspirada na maior estação de trens do mundo, a Grand Central Terminal, localizada em Nova York, nos Estados Unidos. O local foi inaugurado em 1903 e possui mais de quarenta plataformas e mais de sessenta linhas ferroviárias, além de possuir uma incrível quantidade de lojas, restaurantes e um mercado, o Grand Central Market.


listas-vida-real-010

Uma das sete novas maravilhas do mundo e um dos patrimônios da humanidade, o Taj Mahal serviu de inspiração para a criação do palácio do sultão em Aladdin (1992). Situado na cidade de Agra, na Índia, o monumento teve a sua construção ordenada pelo imperador Shah Jahan, utilizando mármore branco, pedras semipreciosas e fios de ouros. Ao contrário da crença popular, o Taj Mahal não é um palácio, mas um mausoléu, feito por Jahan para sua esposa, Aryumand Banu Begam, a qual faleceu após dar à luz o décimo quarto filho do casal. É considerado como a maior prova de amor do mundo.


listas-vida-real-009

Durante a coroação de Elsa em Frozen: Uma Aventura Congelante (2013), podemos observar uma bonita capela feita de madeira. Tal cenário foi feito a partir da Igreja de São Olavo, na cidade de Balestrand, na Noruega. Também é conhecida como a Igreja Inglesa, porque a sua construção começou por conta de Margaret Green, uma inglesa filha de um clérigo, que vivia nas montanhas próximas ao local. Margaret se casou com Knut Kvikne e, pouco depois do casamento, foi diagnosticada com tuberculose. Antes de falecer, em 1894, ela revelou ao marido ter um sonho de construir uma igreja na cidade. Três anos depois de sua morte, a igreja foi consagrada.


listas-vida-real-008

Nova Orleans, no estado da Louisiana, nos Estados Unidos, é considerada como um caldeirão de pessoas, culturas, músicas e comidas, sendo um dos destinos históricos mais famosos do país. Com influências francesas e espanholas, a cidade se destaca por sua arquitetura, por suas famosas celebrações, como o Mardi Gras, uma das festas carnavalescas mais populares de todo o mundo, e por seus elementos sobrenaturais, os quais podem ser vistos no Museu do Vodu. Todo o clima e a fusão cultural de Nova Orleans foram utilizados para dar vida ao longa-metragem A Princesa e o Sapo (2009).


listas-vida-real-007

Embora tenha sido baseada na lenda de uma cidade grega submersa, a animação Atlantis: O Reino Perdido (2001) usou como referência, para a criação de seu principal cenário, o templo de Angkor Wat, no Camboja, por conta de sua imponente arquitetura ancestral e nada usual. Conhecido por ser o maior complexo religioso já construído e um dos tesouros arqueológicos mais importantes do mundo, o templo é também o maior símbolo e destino turístico do país, inclusive aparecendo como destaque na bandeira do mesmo. Em 1992, se tornou um dos patrimônios da humanidade por ordem da UNESCO.


listas-vida-real-006

Mulan (1998) nos trouxe cenários deslumbrantes, a exemplo da magnífica Grande Muralha da China logo na cena de abertura. O Palácio do Imperador, apresentado nos momentos finais do clássico, foi baseado na Cidade Proibida, um grande o palácio imperial chinês. Por mais de quinhentos anos, de 1490 a 1911, o local abrigou os imperadores das dinastias Ming e Qing, e recebeu esse nome porque apenas o imperador, sua família e seus empregados podiam entrar. Localizado no centro de Pequim, o conjunto de prédios atualmente abriga um museu, com um vasto acervo de tesouros e curiosidades.


listas-vida-real-005

Tudo pode ser igual na aldeia do interior da Bela, mas a região Alsácia, localizada ao leste da França, a qual serviu de inspiração para a equipe criativa de A Bela e a Fera (1991), possui um grande charme pitoresco. A área foi disputada por muito tempo pela França e pela Alemanha e, como era um dos principais pontos das viagens na Idade Média, recebeu muitas contribuições culturais. Um dos seus pontos fortes é a culinária, com enorme destaque para a produção de biscoitos, bolos, vinhos brancos e cervejas. O símbolo do lugar é a cegonha, a qual era assunto principal de muitas lendas populares, incluindo a crença de trazerem os recém-nascidos.


listas-vida-real-004

Influenciada pela cultura do Pacífico Sul, Moana: Um Mar de Aventuras (2016) apresenta uma gama de belíssimas ilhas. E embora a aventura de Moana se passe há mais de dois mil anos, os cineastas tiveram de se basear em algum local do mundo real para criar Motonui, o lar da protagonista, e o escolhido foi o arquipélago de Samoa. Composto pelas ilhas de Savai’i e Upolu, o arquipélago é um dos locais mais paradisíacos do Pacífico, devido às dificuldades de acesso. Entretanto, o clima equatorial e as paisagens magníficas – em uma caminhada, por exemplo, é possível avistar cinco ou mais cachoeiras – são grandes atrativos.


listas-vida-real-003

Lá nos primórdios, a Disney já se preocupava em fazer um trabalho primoroso e o mais verossímil possível. Para criar o Castelo da Rainha Má, em Branca de Neve e os Sete Anões (1937), os animadores buscaram locações reais para servir de modelo e escolheram o Castelo de Segovia, também chamado de Alcázar de Segóvia. Esse palácio fortificado de pedra na região central da Espanha foi utilizado por diversos monarcas, até ser gravemente danificado por um incêndio em 1862. Foi restaurado vinte anos depois e se tornou um colégio militar. Seu visual se destaca por se parecer com a proa de um navio e ter sido erguido sobre um penhasco rochoso acima da confluência de dois rios.


listas-vida-real-002

Já Corona, o reino fictício visto na animação Enrolados (2010), foi inspirado pelo Monte Saint-Michel, um ilhote rochoso na França, onde foi construído uma abadia e santuário em homenagem ao arcanjo São Miguel. Declarada como patrimônio mundial pela UNESCO em 1979, essa ilha única possui uma posição defensável e era o ponto ideal para a construção de um claustro fortificado, criando uma sensação pitoresca e perfeita para o reino imaginado pela equipe criativa. Atualmente, o Monte Saint-Michel se tornou uma atração muito popular para os turistas, devido à aparência marcante do lugar.


listas-vida-real-001

Finalizando a nossa jornada, a última parada é o Castelo de Neuschwanstein, um palácio alemão com estilo fantástico, construído na segunda metade do século XIX. Além de ter servido de locação para muitos filmes, incluindo O Calhambeque Magico (1968), a construção serviu de base para o castelo do Rei Stefan em A Bela Adormecida (1959) e, consequentemente, para o castelo localizado na Disneyland. Curiosamente, em vez de contratar um arquiteto, o Rei Luís II – também chamado de Rei Cisne e Rei dos Contos de Fadas – chamou Christian Jank, um famoso designer de palcos de peças teatrais, para desenhar como deveria ser o exuberante castelo.


Qual desses lugares você gostaria de visitar? Sentiu falta de algum cenário? Comente abaixo e, antes de ir, aproveite para nos seguir em todas as nossas redes sociais – estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram, no YouTube, no Tumblr e no Snapchat (OCamundongo) – e receba ainda mais conteúdo do Universo Disney. Até mais!

listas-vida-real-final-camundongo

Compartilhe.

Sobre o Autor(a)

O atual editor-chefe de O Camundongo é um grande aficionado por cinema, séries, livros e, óbvio, pelo Universo Disney. Estão entre os seus clássicos favoritos: “O Rei Leão”, ” A Bela e a Fera”, ” Planeta do Tesouro”, “A Família do Futuro” e “Operação Big Hero”.



  • Luiz Felipe Matos

    Grand Central e New Orleans soam os mais acessíveis, logo, os que mais tenho chances de visitar, haha.
    Particularmente, adoro a fase de pesquisas durante a produção de um filme animado. Acho incrível todo o empenho para tornar o filme o mais original o possível.
    Aliás, senti falta da Pixar nessa lista.

    • O foco dessa Listas 2000 foi as produções do Walt Disney Animation Studios. Mas podemos fazer uma versão da Pixar futuramente 😀

  • Pedro

    Outra coisa que indica que “A Bela e a Fera” é ambientada numa área de transição entre a França e a Alemanha é o conjunto azul e branco usado pela Bela na maior parte do filme, que corresponde inteiramente ao traje típico conhecido em países alemães como “dirndl”. Seria talvez o caso de pensar que Bela parece mais alemã que francesa, e daí o estranhamento por parte dos aldeões?
    https://www.ernstlicht.com/media/catalog/product/cache/1/image/9df78eab33525d08d6e5fb8d27136e95/b/b/bb_base_12.jpg

    • É uma boa teoria…

      • Pedro

        Nesse caso, vou desenvolver um pouco mais a teoria. Além do dirndl, há o fato de que os aldeões criticam Bela como muito fechada e pouco comunicativa, características comumente associadas a alemães. Também a postura reservada de Bela contrasta a das outras mulheres jovens da aldeia, mais sensuais, e mais de acordo com o estereótipo popular das mulheres francesas. Maurice também se enquadra em alguns esterótipos germânicos muito difundidos, já que muitas pessoas imaginam os homens alemães como gordos e habilidosos em mecânica. O dele de fato soa mais francês, mas talvez isso fosse uma adaptação, e o nome de origem dele fosse Moritz.

  • Pedro

    O Castelo de Neuschwanstein também serviu de inspiração para o castelo do rei em “Cinderela”.