Dono da Voz | Biografia da atriz e cantora Judy Kuhn

0

dono-da-voz-judy-kuhn-inicio-camundongo

Poucos sabem mas, de acordo com fontes não oficiais, Setembro seria o mês em que nasceu, na vida real, a nossa querida índia Pocahontas. Se é verdade ou não, dificilmente saberemos um dia, mas isso não nos impede de nos inspirar nisso para a nova edição da Dono da Voz, correto? E é isso que faremos.

Hoje, na Dono da Voz, conheceremos um pouco mais sobre a vida de Judy Kuhn, que deu voz para a Pocahontas nas belas canções dos filmes. Nascida em 20 de Maio de 1958, na Cidade de Nova York, nos Estados Unidos, Judy Kuhn cresceu em Bethesda, mas pouco se sabe sobre sua vida pessoal, principalmente antes dos palcos.

dono-da-voz-judy-kuhn-001

Em 1976, Judy foi aceita na Oberlin College, entrando, no ano seguinte, para o conservatório de música da faculdade. Judy graduou, em 1981, em Canto, tendo sido treinada em canto lírico. Devido ao seu grande interesse em teatro musical, Kuhn, então, se mudou para Boston, onde começou a estudar teatro enquanto trabalhava como garçonete.

Sua grande estreia na Broadway foi em 1985, no musical O Mistério de Edwin Drood, no papel de Rosa e como parte do ensemble (coro). Poucos anos depois, em 1987, ela estrearia como Cosette, no famoso e aclamado musical Os Miseráveis, papel que garantiu a Judy sua primeira indicação ao Tony Awards, na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante em Musical.

dono-da-voz-judy-kuhn-002

Sua performance também lhe uma indicação ao Drama Desk Award, na categoria de Excelente Atriz Coadjuvante em Musical. Mas essas não seriam as única indicações a prêmios de Judy Kuhn. Em 1988, por seu papel de Florence, no musical Chess, Judy foi indicada ao Tony Awards e ao Drama Desk Awards e, novamente, em 1994, foi indicada ao Tony Awards, por seu papel como Amalia Balash, em She Loves Me.

Judy foi indicada e ganhou o Obie Award, também conhecido como Off-Broadway Theater Award, por seu trabalho como Emmie, no musical Eli’s Comin, em 2001. Seus trabalhos nos palcos formam uma imensa lista de musicais, tanto na Broadway como fora dela. Além dos já mencionados, temos: Rags, King David, The Visit, Passion, The Three Sisters e, mais recentemente, Fun House. Em 2007, Judy retornou ao musical Os Miseráveis, mas desta vez no papel de Fantine e ficou no elenco durante toda a temporada de exibição.

dono-da-voz-judy-kuhn-003

O currículo de Judy, porém, também conta com trabalhos no cinema e na televisão. O mais conhecido e mais amado pelos fãs de Disney é, claro, as canções como Pocahontas, em Pocahontas (1995) e Pocahontas 2: Uma Jornada Para o Novo Mundo (1998), além de ter cantado a música “If You Can Dream”, primeira canção exclusiva da franquia Princesas Disney, e participado de Encantada (2007).

Entre outros, podemos citar sua participação nas séries de televisão Law & Order (1990-2010), Law & Order: Criminal Intent (2001-2011) e Elementary (2012-hoje). Atualmente, Kuhn vive com seu marido, David Schwab, e sua filha na Cidade de Nova York, onde leciona, desde 2003, no The Michael Howard Studio, na Rutgers University, na Catholic University, e em outras instituições. Além disso, Kuhn ainda se apresenta, seja em turnês ou em peças musicais.

dono-da-voz-judy-kuhn-final-camundongo

Compartilhe.

Sobre o Autor(a)

Graduada em Disney com PhD em "Pocahontas". Viciada em séries e apaixonada por "Once Upon a Time". Adora dar pitaco e, por isso, além de escrever n'O Camundongo, mantém um canal no youtube onde fala, claro, sobre Disney.