Camundongo Repórter #71 | Mês das Princesas, prelúdio de A Bela e a Fera e mais

3

reporter-septuagesima-primeira-inicio-camundongo

Nesta semana, o Camundongo Repórter apresenta as novidades e o impacto causado após a tão esperada estreia da readaptação de um conto tão antigo quanto o tempo, além de notícias sobre um mês dedicado inteiramente às Princesas, o final das filmagens de um novo longa-metragem de fantasia, e muito mais! E para não perder nada durante a semana, fique atento ao nosso Twitter, no qual postamos as notícias conforme são divulgadas.


reporter-septuagesima-primeira-mulan

Desonra pra tu, desonra pra tua vaca? De acordo com uma declaração feita pela diretora da readaptação de Mulan (1998), Niki Caro, o longa-metragem pode não ser um musical. “Até onde eu sei, não há canções neste momento, para o horror de meus filhos,” diz Caro. “É um grande épico feminino de artes marciais. Será extremamente muscular, divertido e emocionante.” Embora nenhum anúncio sobre o elenco tenha sido feito, o filme tem previsão para chegar em 01 de Novembro de 2018 aos cinemas nacionais.


reporter-septuagesima-primeira-piratas

Walt Disney Studios divulgou uma leva de imagens inéditas de Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar, as quais apresentam uma versão jovem do Capitão Jack Sparrow, personagem de Johny Depp, e do Capitão Salazar, o antagonista vivido por Javier Bardem. Com direção de Joachim Rønning e Espen Sandberg (Expedição Kon-Tiki), o longa-metragem ainda traz em seu elenco Brenton Thwaites, Kaya Scodelario e Geoffrey Rush. O quinto capítulo da aventura estreia em 25 de Maio de 2017 no território brasileiro.


reporter-septuagesima-primeira-bilheteria

A Bela e a Fera, enfim, estreou nos cinemas e não desapontou nas bilheterias. Os especialistas previam uma arrecadação de US$240 milhões mundialmente, conforme noticiamos na última edição, porém, o longa-metragem surpreendeu ao acumular US$357 milhões durante o final de semana, com US$170 milhões provenientes apenas dos Estados Unidos. Com esse número, o filme se tornou a segunda maior estreia mundial do mês de Março, atrás de Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016).


reporter-septuagesima-primeira-dobra

Por meio de uma publicação no Twitter, a equipe criativa de Uma Dobra no Tempo confirmou o final das filmagens. O projeto, dirigido por Ava DuVernay (Selma: Uma Luta Pela Igualdade), é uma adaptação do livro de ficção científica e fantasia escrito por Madeleine L’Engle. A trama gira em torno de Meg (Storm Reid), cujo pai, um cientista do governo, desapareceu após trabalhar em um projeto misterioso. Com roteiro assinado por Jennifer Lee (Frozen: Uma Aventura Congelante), o longa traz em seu elenco Reese Witherspoon, Mindy Kaling, Levi Miller, Chris Pine, Gugu Mbatha-Raw e Oprah Winfrey. A estreia está prevista para 05 de Abril de 2018 no Brasil.


reporter-septuagesima-primeira-princesas

Abril é o Mês das Princesas, um dos eventos mais esperados da programação, tanto pelos espectadores do canal quanto pelos fãs de todas as gerações, no Disney Junior. A partir da segunda-feira, dia 03 de Abril, todos os dias entre às 11:30h e às 19:30h será transmitido um filme estrelado por uma princesa diferente. Entre os clássicos estão: Cinderela (1950), Mulan (1998), Branca de Neve e os Sete Anões (1937), A Bela e a Fera (1991), A Pequena Sereia (1989), Aladdin (1992), Pocahontas (1995) e A Bela Adormecida (1959), além dos recentes Princesinha Sofia: Era Uma Vez… (2012) e Elena e o Segredo de Avalor (2016).


reporter-septuagesima-primeira-bela

De acordo com informações obtidas pelo Deadline, o Walt Disney Studios já está analisando formas de continuar capitalizando o sucesso de A Bela e a Fera. Enquanto o recente longa-metragem se prepara para entrar para o clube de US$1 bilhão nas bilheterias, o presidente de produção do estúdio, Sean Bailey, declarou estar interessado em produzir um filme derivado ou um prelúdio da clássica história. Bailey confirmou também o interesse na produção de novas readaptações, as quais terão como base as animações lançadas até a década de 1990, enquanto os títulos da década de 2000 e do Pixar Animation Studios estão fora de cogitação.

camundongo-reporter-final-camundongo

Compartilhe.

Sobre o Autor(a)

"Aqui, no entanto, nós não olhamos para trás por muito tempo. Nós continuamos seguindo em frente. Abrindo novas portas e fazendo coisas novas, porque somos curiosos. E a curiosidade continua nos conduzindo por caminhos novos." - Walt Disney



  • Yuri Nekel

    Vou ser sincero, eu até gosto do live-action de Mulan não ter músicas. Quer dizer, eu AMO as músicas do animação, mas eu acho que um live-action funcionaria melhor se fosse um grande e épico filme de guerra sem canções (e honestamente, as únicas canções que realmente são importantes pro filme são Reflection e talvez Honor to Us All, mas as outras são mais pra passagem de tempo).
    E novo filme da Bela e a Fera? Só aceito se for O Natal Encantado live-action.

  • Digo

    Com essas adaptações Live Action, eu não esquento em ter as musicas originais. Amei a Bela e a Fera justamente por isso, e espero que o Rei Leao mantenha as tão tocantes musicas. Acredito que seja isso que queremos ver. Imagina Hercules sem as canções entoadas pelas musas? Não funcionaria. Não precisa ser um “Caminhos da Floresta” cheio de canções, mas como destacado no comentário do Yuri, duas musicas são importantes, Reflection passa toda a insegurança que Mulan sentia de si mesma, o quão estava perdida e precisava se achar, e encaixa-se no momento introduzido, e já Honor to us All também, encaixa-se na superação e marcha para a guerra, não precisam encher de musicas, mas também, não precisam tirar todas.Temos que ter a ideia que os clássicos Disney se destacaram por serem musicais e é isso que eu espero nestas adaptações.

  • Pedro

    Não gosto nem um pouco dessas reciclagens de idéias bem-sucedidas, chamem-se continuações, preqüelas, derivações, remakes, reboots, etc.. No fim das contas, trata-se apenas de explorar o que já deu certo comercialmente antes, sem acrescentar substância, até o público enjoar.